Pensamentos aleatórios

24 de setembro de 2016

Já votou na Liz Maia hoje?

 
A catalana Liz Maia, de 21 anos, é uma das finalistas no concurso Novos Talentos da Música Sertaneja, da TV Anhanguera. O gosto pela arte está, literalmente, no sangue: praticamente toda a família da jovem, que vive em Catalão, gosta ou tem alguma relação com música.


A primeira influência foi da mãe, Marilda Costa, que já foi vocalista de uma banda e levava a filha, ainda pequena, para os shows. Quando criança, fazia pequenas participações e, anos depois, também cantou no mesmo grupo.

Liz e sua mãe, Marilda Costa

O irmão, Michel Costa, trabalha no comércio, mas também nutre o sonho de cantar. Ele acompanha de perto a chance de Liz.

Outro que também incentiva a jovem é o avô, Aurismar Costa, de 82 anos, que adora fazer um dueto com a neta. Na casa dele, estão expostos troféus que Liz ganhou em concursos de música.

Encontro com o pai
 
Liz só conheceu o pai no ano passado, quando tinha 20 anos, na porta de uma creche. Desde então, Davi Ribeiro Vaz se tornou presença marcante na vida da filha. Inclusive, é a apoia bastante no sonho de viver de música. "Perguntei o que ela fazia e ela disse: ‘Eu canto’. Então vamos fazer o seguinte, vamos aperfeiçoar nessa fôrma aí. Se canta, vamos cantar".

Liz, seu pai, Davi Ribeiro, e o empresário Gleidson Nunes

Clique aqui para ajudar a Liz Maia a vencer o concurso.

Compartilhe:

23 de setembro de 2016

Oba! Hoje tem comício do Jardel!!!


É hoje! Compareça! Não perca essa incrível oportunidade para ouvir do prefeito:

  • Que a barragem já está abastecendo Catalão há 30 dias e não vai faltar água este ano (a não ser que acabe a energia, não chova, as tubulações fiquem entupidas, caia um raio ou o tempo mude de uma hora pra outra);
  • Quando, de verdade, começam os 30 anos sem água; 
  • Se ele ainda quer vender a SAE;
  • Quando começa (de novo) a reforma do Ginásio Internacional;
  • Se o aeroporto vai funcionar algum dia; 
  • Porque ele quebrou o comércio local;
  • O que ele acha dos hotéis catalanos;
  • Quantas empresas vieram para Catalão nos últimos três anos e meio;
  • Quando será inaugurado o segundo restaurante comunitário, no bairro São João;
  • Quando começa a duplicação da rodovia de Catalão a Goiânia;
  • Quando o CREDEQ vai funcionar;
  • Como é fazer 100 km lineares de asfalto todo ano e mesmo assim as ruas continuarem esburacadas;
  • Onde estão as 1600 casas prometidas do Evelina Nour III;
  • Cadê as lixeiras MecLix; 
  • Cadê o coletivo de R$ 1,00;
  • Porque quem tem carro paga para os motociclistas usarem a Área Azul;
  • Quando vai pagar os 4 milhões da Samma;
  • Quando vai pagar os 6 milhões da Corpus;
  • Em quantas parcelas ele dividiu a dívida de 9 milhões com a CELG; 
  • Como ele vai pagar os 76 milhões de reais emprestados até o final deste ano; 
  • Onde gastou 1 bilhão e meio de reais arrecadados nos últimos três anos e nove meses;
  • Se já descobriram quem colocou fogo na SAE;
  • Se a Força-Tarefa da Pedrada chegou a alguma conclusão;
  • Se já descobriam quem deu os tiros no seu gabinete;
  • porque ele apelou com o repórter que perguntou se os tiros poderiam ser armação;
  • Como ele vai criar Guarda Municipal se não conseguiu manter 34 câmeras de monitoramento funcionando; 
  • Se o Cesar da PC vai mesmo ser o comandante da Guarda Civil Tucana;
  • Se 30 homicídios em nove meses é um índice bem aceitável;
  • Porque até hoje ele chama todo mundo que o critica de viúva;
  • Porque ele odeia a Santa Casa;
  • Onde está o Tomógrafo do Materno Infantil
  • Como é chegar ao último ano do mandato com 76% de rejeição;
  • Porque dirija se escreve com "G" e não com "J";
  • Como foi colocar botox para gravar o programa político;  
  • O que o Tampa acrescentou na campanha, além de peso;
  • Se ele vai para o Rio de Janeiro depois da eleição;
  • Se ele acha mesmo que os cidadãos de Catalão são tão trouxas a ponto de votar nele de novo por causa da maquiagem eleitoreira que a Prefeitura está fazendo nos últimos dois meses.

Compareça e comprove que o deboche e o cinismo realmente não têm fim!!!

Compartilhe:

O naufrágio do Tucanic


Será que esse também vai virar filme?

Compartilhe:

22 de setembro de 2016

21 de setembro de 2016

Tempo de queimadas...


Compartilhe:

Vale a pena vender ideias e opiniões por um emprego comissionado?

Essa eu vi no Blog do Mamede e, por concordar em tudo, compartilho aqui no blog:


Eu não entendo...

Gente boa do BLOG eu sinceramente não entendo alguns fatos na política catalana, por exemplo, o cidadão fica três anos e sete meses trabalhando na Prefeitura de Catalão em cargo em comissão, recebendo mais de 5 mil reais por mês, na campanha eleitoral de quatro anos atrás, ele cantou e admirou o candidato Jardel Sebba em verso e prosa e evidentemente desceu o malho em Adib Elias que era em suas palavras o maior ladrão da cidade, grosso, sem educação e por aí vai.

Pois bem há exatos dois meses, ou um mês da eleição ele adere a candidatura de Adib Elias, deixa o cargo comissionado e começa a defender a candidatura de Adib como se fosse a salvação de todos os males.

Aí você fica imaginando, como ficarão aqueles adibistas de uma vida inteira com essa situação? Aqueles que de fato enxergam as qualidades de Adib estando ou não no poder.

Será que Adib irá reconduzir o cara para o cargo que ocupava, ou lhe colocará em outro lugar para não dar tanto na cara, será?

Outro pergunta, terá tantos cargos assim para empregar quem quiser vir?

É mesmo de doer o coco, ver como tem gente que adere nos últimos momentos e ainda tem coragem de arrumar tantos argumentos que contradizem totalmente o que diziam quatro anos atrás.

Para encerrar, será que vale a pena vender ideias e opiniões assim por um emprego comissionado?

Tem gente que tem valor, outras têm preço...
 
Compartilhe:

Enquanto isso, no trânsito...


Compartilhe:

20 de setembro de 2016

O Diário da Manhã arregando? Em levantamento dos prefeitáveis favoritos à eleição, jornal "esquece" Catalão

Saiu no Diário da Manhã de ontem:


E daí?!

Daí que chama demais a atenção que um veículo de comunicação de postura aliada ao Governo de Goiás não inclua a cidade de Catalão entre os municípios analisados, já que o prefeito daqui, candidato à reeleição, é um dos principais aliados do governador.

É claro que existe a hipótese de o Diário da Manhã não considerar Catalão uma das mais importantes cidades goianas, o que é estranho, haja vista que duas pesquisas sobre a intenção de votos dos catalanos foram publicadas exclusivamente pelo DM em um intervalo de pouco mais de 15 dias, o que aparentemente foi esquecido pelo jornal, que, no entanto, se lembrou de Ipameri, Itaberaí, Jaraguá e Posse. municípios menores e economicamente menos importantes que Catalão.

Será que foi mesmo esquecimento ou o DM está se preservando de fazer qualquer análise irreal que pode ser destruída pelo resultados das urnas?

É... se até o Diário da Manhã tá arregando quem será o próximo a abandonar o Tucanic?

Compartilhe:

19 de setembro de 2016

Jayme Rincón, da Agetop, e Waldimir Garcez, homem de confiança de Cachoeira, combinam compra de pesquisa

Um vídeo que circula pelas redes sociais mostra um lado oculto das pesquisas eleitorais. 

Na gravação telefônica interceptada pela Polícia Federal (PF), o presidente da Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop), Jayme Rincón (PSDB) e o ex-vereador e braço direito de Cachoeira, Waldimir Garcez, conversam sobre os preços cobrados por institutos de pesquisas.

Rincón reclama do preço, de 80 mil a 100 mil reais para sair o resultado escolhido pelo cliente. Garcez concorda que está caro e ainda argumenta que "essa lá no Serpes a gente faz por R$ 20 mil, 30 conto no máximo", mas com o incomodo de que no instituto do Grupo Jayme Câmara não há como mexer no resultado.

Segue o vídeo:


Será que esse instituto que cobra de 80 mil a 100 mil reais é o Tocantins Maket? Explicaria muita coisa...
 
Compartilhe:

Interferência política na troca do comandante do 18º Batalhão PM repercute negativamente entre os soldados

De acordo com a Unimil - Associação União dos Militares de Goiás, o Prefeito Jardel Sebba (PSDB), exigiu a transferência do Comandante do 18º Batalhão Regional de Catalão, Coronel Caetano. 

Com uma carreira longa e sólida, o Coronel contava com mais de 20 comandos regionais e era conhecido pela hombridade e rigidez em não aceitar ingerências da política na Polícia Militar.

Os militares ficaram tão indignados com o ocorrido que sentenciam:

"Se fazem isso com um Coronel, imaginem o que fazem com o soldado?! Vá te catar, prefeito! Tenha respeito pela Instituição! Respeite os policiais militares que dão a vida pelo povo da cidade!!!"

Confira o vídeo abaixo:


Segue o vídeo completo:


Compartilhe: