Pensamentos aleatórios

31 de julho de 2015

Os extratos falsos da mafiosa Veja


Do blog do Altamiro Borges:

Se o ex-craque Romário, presidente da CPI do Futebol, não cair na retranca, a Veja pode sofrer uma baita goleada nos próximos dias. Em mais uma de suas matérias criminosas, ainda não se sabe porque motivos espúrios, ela acusou o senador do PSB de manter conta irregular no valor de R$ 7,5 milhões no banco BSI da Suíça. Nesta semana, porém, a instituição financeira comprovou que os extratos publicados na revista do esgoto são falsos. Romário já havia anunciado que processaria os jornalistas e a Editora Abril. Agora, é o próprio banco que informa que tomará providências jurídicas. 

Em entrevista ao Estadão, Romário relatou que se reuniu, nesta quinta-feira (30), com a diretoria do BSI em Genebra e que ficou decidido abrir dois processos criminais contra o panfleto sensacionalista. Para ele, a publicação dos extratos falsos teve como objetivo intimidar a CPI do Futebol, que iniciará seus trabalhos em 4 de agosto. "Eles tentaram mais uma vez me destruir, denegrir a minha imagem... Eu vim aqui e confirmei o que já imaginava. Eu não tenho relação com o banco e tinha certeza de que esse dinheiro era impossível de ser meu. Ninguém esquece R$ 7,5 milhões, principalmente na crise", afirmou ao jornal. Ao final, o ex-craque reafirmou que vai partir para o ataque:

"Eu estava de férias, sentado, e a bola veio e quicou. Não tinha jeito. Está no sangue. Tenho que fazer o gol". Em seu perfil no Facebook, o jogador ainda ironizou: “Chateado. Acabei de descobrir aqui em Genebra, na Suíça, que não sou dono dos R$ 7,5 milhões". Até agora, a direção da Editora Abril, os jornalistas que assinaram a reportagem (Thiago Prado e Leslie Leitão), o diretor de redação Eurípedes Alcântara e os redatores-chefes Lauro Jardim, Fábio Altman, Policarpo Junior e Thaís Oyama não se pronunciaram sobre os "extratos falsos". Nas redes sociais, os internautas cobram respostas da Veja, sempre tão ágil nas suas matérias caluniosas e difamatórias. Numa das mensagens mais risíveis, uma ironia que evidencia o desgaste da revista do esgoto: 

"Tem um vizinho meu aqui que tá me incomodando muito, já tivemos até algumas rusgas. Gostaria de saber quanto a Veja cobra para publicar uma matéria dizendo que ele tá enriquecendo urânio na casa dele?"

Compartilhe:

Lista de cobranças judicias sobre a Prefeitura de Catalão circula no Facebook


Contradizendo o prefeito de Catalão, que afirmou inúmeras vezes que a Prefeitura está em dia com suas obrigações e não teria uma dívida sequer, circula no Facebook uma lista de ações de cobranças judiciais sobre a Prefeitura de Catalão.

Segundo texto que antecede a lista, o total das dívidas ultrapassa os 80 milhões de reais.  

A listagem pode ser confirmada através de consulta no site do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás:

AUTOR: TELEFONICA BRASIL SA (VIVO) 26/02/2014 
REU: PREFEITURA MUNICIPAL DE CATALAO 
CATALAO -2A CIVEL, FAZ.PUB.REG.PUB. E AMB. 
COBRANCA 

AUTOR: REUSA CONSERVACAO AMBIENTAL LTDA EPP 25/03/2014 
REU: PREFEITURA MUNICIPAL DE CATALAO 
CATALAO -2A CIVEL, FAZ.PUB.REG.PUB. E AMB. 
COBRANCA 

AUTOR: ARMINDO SOARES DE OLIVEIRA 14/10/2014 
REU: PREFEITURA MUNICIPAL DE CATALAO 
CATALAO -2A CIVEL, FAZ.PUB.REG.PUB. E AMB. 
COBRANCA

AUTOR: CDC CLINICA DE DIAGNOSTICO DE CATALAO LTDA 30/06/2014 
REU: PREFEITURA MUNICIPAL DE CATALAO GO FUNDO MUNICIPAL 
CATALAO -2A CIVEL, FAZ.PUB.REG.PUB. E AMB. 
COBRANCA 

UTOR: RONIE VON PEREIRA DA SILVA (ESPOLIO) 21/06/2013 
REU: MUNICIPIO DE CATALAO 
CATALAO -2A CIVEL, FAZ.PUB.REG.PUB. E AMB. 
COBRANCA 

AUTOR: IRENE ALVES DE SOUZA FERREIRA E OUTROS 26/06/2013 
REU: MUNICIPIO DE CATALAO 
CATALAO -2A CIVEL, FAZ.PUB.REG.PUB. E AMB. 
COBRANCA 

AUTOR: CLEBIO PEREIRA FARIA 29/07/2013 
REU: MUNICIPIO DE CATALAO 
CATALAO -2A CIVEL, FAZ.PUB.REG.PUB. E AMB. 
COBRANCA 

AUTOR: SILVIA DE SOUZA BORGES 29/07/2013 
REU: MUNICIPIO DE CATALAO 
CATALAO -2A CIVEL, FAZ.PUB.REG.PUB. E AMB. 
COBRANCA 

AUTOR: APARECIDA MARTINS ARRUDA 07/08/2013 
REU: MUNICIPIO DE CATALAO 
CATALAO -2A CIVEL, FAZ.PUB.REG.PUB. E AMB. 
COBRANCA 

AUTOR: DIRCEU ALVES DA SILVA 13/08/2013 
REU: MUNICIPIO DE CATALAO 
CATALAO -2A CIVEL, FAZ.PUB.REG.PUB. E AMB. 
COBRANCA

AUTOR: MARIA WILMA 01/11/2013 
REU: MUNICIPIO DE CATALAO 
CATALAO -2A CIVEL, FAZ.PUB.REG.PUB. E AMB. 
COBRANCA 

UTOR: MARIA VIEIRA DE JESUS 25/11/2013 
REU: MUNICIPIO DE CATALAO 
CATALAO -2A CIVEL, FAZ.PUB.REG.PUB. E AMB. 
COBRANCA

UTOR: NERCI CONFORTE DA SILVEIRA 26/11/2013 
REU: MUNICIPIO DE CATALAO 
CATALAO -2A CIVEL, FAZ.PUB.REG.PUB. E AMB. 
COBRANCA 

AUTOR: MONICA MARQUES BRANDAO E OUTROS 07/01/2014 
REU: MUNICIPIO DE CATALAO 
CATALAO -2A CIVEL, FAZ.PUB.REG.PUB. E AMB. 
COBRANCA 

UTOR: ESPOLIO DE CELSO ANTONIO NAVES E OUTROS 03/02/2014 
REU: MUNICIPIO DE CATALAO 
CATALAO -2A CIVEL, FAZ.PUB.REG.PUB. E AMB. 
COBRANCA

AUTOR: JOAQUIM FERREIRA DA FONSECA E OUTROS 25/03/2014 
REU: MUNICIPIO DE CATALAO 
CATALAO -2A CIVEL, FAZ.PUB.REG.PUB. E AMB. 
COBRANCA 

AUTOR: ERCILIA LEITE BARBOSA NEVES 14/05/2014 
REU: MUNICIPIO DE CATALAO 
CATALAO -2A CIVEL, FAZ.PUB.REG.PUB. E AMB. 
COBRANCA 

AUTOR: JOANA D'ARC FALEIROS 15/05/2014 
REU: MUNICIPIO DE CATALAO 
CATALAO -2A CIVEL, FAZ.PUB.REG.PUB. E AMB. 
COBRANCA
  
AUTOR: SN AUTO MECANICA LTDA ME 22/05/2014 
REU: MUNICIPIO DE CATALAO 
CATALAO -2A CIVEL, FAZ.PUB.REG.PUB. E AMB. 
COBRANCA 

AUTOR: IRACILDA DOS SANTOS FERREIRA E OUTROS 16/06/2014 
REU: MUNICIPIO DE CATALAO 
CATALAO -2A CIVEL, FAZ.PUB.REG.PUB. E AMB. 
COBRANCA 

AUTOR: PAULO DIAS CARNEIRO 11/08/2014 
REU: MUNICIPIO DE CATALAO 
CATALAO -2A CIVEL, FAZ.PUB.REG.PUB. E AMB. 
COBRANCA / EXECUCAO DE SENTENCA 

AUTOR: ANA PAULA APARECIDA DE MACEDO VAZ 22/08/2014 
REU: MUNICIPIO DE CATALAO 
CATALAO -2A CIVEL, FAZ.PUB.REG.PUB. E AMB. 
COBRANCA 

AUTOR: DALBIA COELHO DA SILVA 18/09/2014 
REU: MUNICIPIO DE CATALAO 
CATALAO -2A CIVEL, FAZ.PUB.REG.PUB. E AMB. 
COBRANCA

UTOR: HELENA MARIA DA SILVA MESQUITA E OUTROS 27/10/2014 
REU: MUNICIPIO DE CATALAO 
CATALAO -2A CIVEL, FAZ.PUB.REG.PUB. E AMB. 
COBRANCA

AUTOR: LUCIA CORREIA DE ALMEIDA VALLE 03/11/2014 
REU: MUNICIPIO DE CATALAO 
CATALAO -2A CIVEL, FAZ.PUB.REG.PUB. E AMB. 
COBRANCA 

AUTOR: NAIR BORGES DA SILVA 14/11/2014 
REU: MUNICIPIO DE CATALAO 
CATALAO -2A CIVEL, FAZ.PUB.REG.PUB. E AMB. 
COBRANCA 

AUTOR: DIVINA RIBEIRO DA SILVA 14/11/2014 
REU: MUNICIPIO DE CATALAO 
CATALAO -2A CIVEL, FAZ.PUB.REG.PUB. E AMB. 
COBRANCA 

AUTOR: LUZIA NILDA PEREIRA 26/11/2014 
REU: MUNICIPIO DE CATALAO 
CATALAO -2A CIVEL, FAZ.PUB.REG.PUB. E AMB. 
COBRANCA 

AUTOR: JANIRO BORGES E OUTROS 13/01/2015 
REU: MUNICIPIO DE CATALAO 
CATALAO -2A CIVEL, FAZ.PUB.REG.PUB. E AMB. 
COBRANCA 

AUTOR: ARINEIA MATIAS DA SILVA OLIVEIRA 13/01/2015 
REU: MUNICIPIO DE CATALAO 
CATALAO -2A CIVEL, FAZ.PUB.REG.PUB. E AMB. 
COBRANCA 

AUTOR: NASCENTE CONSULTORIA AMBIENTAL LTDA 21/01/2015 
REU: MUNICIPIO DE CATALAO 
CATALAO -2A CIVEL, FAZ.PUB.REG.PUB. E AMB. 
COBRANCA

AUTOR: MARIA HORTENCIA NASCIMENTO HORTA E OUTROS 13/03/2015 
REU: MUNICIPIO DE CATALAO 
CATALAO -2A CIVEL, FAZ.PUB.REG.PUB. E AMB. 
COBRANCA
  
AUTOR: ALZIRA GOMES DA SILVA E OUTROS 13/05/2015 
REU: MUNICIPIO DE CATALAO 
CATALAO -2A CIVEL, FAZ.PUB.REG.PUB. E AMB. 
COBRANCA 

AUTOR: JOAO FRANCISCO DO NASCIMENTO O CATALANO ME E OUTRO 13/05/2015 
REU: MUNICIPIO DE CATALAO 
CATALAO -2A CIVEL, FAZ.PUB.REG.PUB. E AMB. 
COBRANCA

AUTOR: JM COMERCIO DE PECAS E SERVICOS LTDA 10/06/2015 
REU: MUNICIPIO DE CATALAO 
CATALAO -2A CIVEL, FAZ.PUB.REG.PUB. E AMB. 
COBRANCA 

AUTOR: FIBRAS CATALAO COMERCIO E SERVICOS ME 25/06/2015 
REU: MUNICIPIO DE CATALAO 
CATALAO -2A CIVEL, FAZ.PUB.REG.PUB. E AMB. 
COBRANCA 

UTOR: ALCIMONE PIRES DE MORAIS 18/06/2015 
REU: MUNICIPIO DE CATALAO ESTADO DE GOIAS 
CATALAO -2A CIVEL, FAZ.PUB.REG.PUB. E AMB. 
COBRANCA

SENAI SERVICO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL 30/06/2015 
REU: MUNICIPIO DE CATALAO GO 
CATALAO -2A CIVEL, FAZ.PUB.REG.PUB. E AMB. 
COBRANCA

Compartilhe:

Apesar da crise... ou apesar da mídia?

Um vídeo para a gente refletir sobre a "crise":


Para complementar nossa reflexão segue um texto de Pablo Villaça, um crítico de cinema, que ironiza a forma como a mídia noticia a crise econômica e que está viralizando na rede:

APESAR DA CRISE
Eu fico realmente impressionado ao perceber como os colunistas políticos da grande mídia sentem prazer em pintar o país em cores sombrias: tudo está sempre "terrível", "desesperador", "desalentador". Nunca estivemos "tão mal" ou numa crise "tão grande".
Em primeiro lugar, é preciso perguntar: estes colunistas não viveram os anos 90?! Mas, mesmo que não tenham vivido e realmente acreditem que "crise" é o que o Brasil enfrenta hoje, outra indagação se faz necessária: não leem as informações que seus próprios jornais publicam, mesmo que escondidas em pequenas notas no meio dos cadernos?
Vejamos: a safra agrícola é recordista, o setor automobilístico tem imensas filas de espera por produtos, os supermercados seguem aumentando lucros, a estimativa de ganhos da Ambev para 2015 é 14,5% maior do que o de 2014, os aeroportos estão lotados e as cidades turísticas têm atraído número colossal de visitantes. Passem diante dos melhores bares e restaurantes de sua cidade no fim de semana e perceberá que seguem lotados.
Aliás, isto é sintomático: quando um país se encontra realmente em crise econômica, as primeiras indústrias que sofrem são as de entretenimento. Sempre. Famílias com o bolso vazio não gastam com supérfluos - e o entretenimento não consegue competir com a necessidade de economizar para gastos em supermercado, escola, saúde, água, luz, etc.
Portanto, é revelador notar, por exemplo, como os cinemas brasileiros estão tendo seu melhor ano desde 2011. Público recorde. "Apesar da crise". A venda de livros aumentou 7% no primeiro semestre. "Apesar da crise".
Uma "crise" que, no entanto, não dissuadiu a China de anunciar investimentos de mais de 60 bilhões no mercado brasileiro - porque, claro, os chineses são conhecidos por investir em maus negócios, certo? Foi isto que os tornou uma potência econômica, afinal de contas. Não?
Se banissem a expressão "apesar da crise" do jornalismo brasileiro, a mídia não teria mais o que publicar. Faça uma rápida pesquisa no Google pela expressão "apesar da crise": quase 400 mil resultados.
"Apesar da crise, cenário de investimentos no Brasil é promissor para 2015."
"Cinemas do país têm maior crescimento em 4 anos apesar da crise"
"Apesar da crise, organização da Flip soube driblar os contratempos: mesas estiveram sempre lotadas"
"Apesar da crise, produção de batatas atrai investimentos em Minas"
"Apesar da crise, vendas da Toyota crescem 3% no primeiro semestre"
"Apesar da crise, Riachuelo vai inaugurar mais 40 lojas em 2015"
"Apesar da crise, fabricantes de máquinas agrícolas estão otimistas para 2015"
"Apesar da crise, Rock in Rio conseguiu licenciar 643 produtos – o recorde histórico do festival."
"Honda tem fila de espera por carros e paga hora extra para produzir mais apesar da crise,"
"16º Exposerra: Apesar da crise, hotéis estão lotados;"
"Apesar da crise, brasileiros pretendem fazer mais viagens internacionais"
"Apesar da crise, Piauí registra crescimento na abertura de empresas"
Apesar da crise. Apesar da crise. Apesar da crise.
A crise que nós vivemos no país é a de falta de caráter do jornalismo brasileiro.
Uma coisa é dizer que o país está em situação maravilhosa, pois não está; outra é inventar um caos que não corresponde à realidade. A verdade, como de hábito, reside no meio do caminho: o país enfrenta problemas sérios, mas está longe de viver "em crise". E certamente teria mais facilidade para evitá-la caso a mídia em peso não insistisse em semear o pânico na mente da população - o que, aí, sim, tem potencial de provocar uma crise real.
Que é, afinal, o que eles querem. Porque nos momentos de verdadeira crise econômica, os mais abastados permanecem confortáveis - no máximo cortam uma viagem extra à Europa. Já da classe média para baixo, as consequências são devastadoras, criando um quadro no qual, em desespero, a população poderá tender a acreditar que a solução será devolver ao poder aqueles mesmos que encabeçaram a verdadeira crise dos anos 90. Uma "crise" neoliberal que sufocou os miseráveis, mas enriqueceu ainda mais os poderosos.
E quando nos damos conta disso, percebemos por que os colunistas políticos insistem tanto em pintar um retrato tão sombrio do país. Porque estão escrevendo as palavras desejadas pelas corporações que os empregam.
Como eu disse, a crise é de caráter. E, infelizmente, este não é vendido nas prateleiras dos supermercados.


Compartilhe:

30 de julho de 2015

Enquanto isso, no Twitter do prefeito...

Jardel comemora o grande volume de obras da Prefeitura na cidade:


Agora ninguém segura mais não: AVANTE JARDEL!!!

Desse jeito tem que comprar 250 mil reais de foguete mesmo, imagine quando ele começar a inaugurar a grama dos canteiros...

Compartilhe:

24 de julho de 2015

O nó dos ônibus dos estudantes


E a suspensão dos ônibus para os estudantes de Catalão que vão para Uberlândia, hein?! Será mais uma prova da falta de planejamento e competência da gestão tucana na Prefeitura de Catalão ou uma medida acertada do prefeito (até que enfim?).

Para quem não se lembra a concessão desse transporte foi uma promessa de campanha cumprida logo no início do mandato e reforçada na campanha de Gustavo Sebba a deputado no ano passado, inclusive com reuniões com os estudantes e seus familiares (cerca de 350 famílias). As gestões anteriores do município nunca bancaram esse transporte justamente por não possuir obrigação legal de transportar estudantes universitários (a obrigação municipal é com a Educação Infantil), mas Jardel encontrou argumentos jurídicos para fazê-lo, o que representou uma economia enorme para os estudantes que tinham que arcar sozinhos com esse transporte. Essa foi uma boa medida da gestão Jardel, mas como todas as outras foi feita irresponsavelmente, visando apenas o factóide que seria gerado, e o resultado, trinta meses depois, é o fim do benefício e o desespero de quem acreditou nele e se programou para concluir o curso sem arcar com essa despesa.

Mesmo sem ser obrigação do município os estudantes tem razão sim em protestar, afinal ninguém é obrigado a prometer nada, mas se foi prometido o mínimo que se espera é o cumprimento da promessa. O problema é que a gestão Jardel é tão incompetente que até quando acerta erra vergonhosamente, pois fez uma concessão sem critério, bagunçada, em que os estudantes se organizavam, apresentavam uma lista de passageiros e a Prefeitura pagava os ônibus, sem nenhuma fiscalização da necessidade dos beneficiários e agora surge com desculpas esfarrapadas para acabar com o transporte alegando fatos que levou TRINTA MESES para tomar conhecimento, mais uma vergonha dessa gestão!

Pessoalmente sou contra esse tipo de investimento. Acredito em parcerias para fortalecer as instituições de Ensino Superior localizadas em nossa cidade, consolidando o nosso polo educacional, não o das cidades vizinhas. Mas se a Prefeitura quer e pode ajudar tudo bem, desde que fosse feito com critérios claros e objetivos. Conceder transporte para todo mundo independente da condição financeira?! Tem gente que realmente precisa do apoio, outros podem arcar com a despesa. E qual a justificativa para bancar transporte de pessoas que vão cursar Direito, Engenharia de Produção, Administração, Fisioterapia, ou qualquer outro curso que já exista em Catalão?! E conceder transporte sem nenhuma contrapartida por parte do beneficiado?! O mínimo que se espera é que o sujeito que recebe um benefício para sua qualificação pago com dinheiro público reverta isso em serviços para a sociedade, mas na cabeça da equipe tucana tais critérios são dispensáveis, o importante é pagar os ônibus independente de qualquer coisa (afinal a empresa que faz o transporte é parceira).

Em reunião com os estudantes o prefeito se manteve irredutível em retomar o transporte, apenas se comprometeu a ajudar alguns deles (os que realmente precisam), mas somente após um estudo criterioso e o projeto passar pela Câmara de Vereadores. Aos estudantes que tem fé resta aguardar e acreditar, mas a única certeza que eles podem ter é que se a ajuda vier será por pouco tempo, de forma atrasada e vai acabar, como tudo o mais nessa gestão, que dura apenas o tempo de fotografar e divulgar nas redes sociais.

Compartilhe:

Enquanto isso, no divã do psiquiatra...

Um paciente tenta entender o que se passa em sua cabeça:


Compartilhe:

A crise e a mídia

Uma alimenta a outra:


Compartilhe:

23 de julho de 2015

Pulando do banquinho...


Compartilhe:

O Brasil era perfeito antigamente. Daí, vieram os baderneiros*


As coisas eram melhores antigamente. Havia menos violência, as pessoas se respeitavam mais, não questionavam umas às outras, viviam felizes e em paz.

Daí vieram os baderneiros.

Eles só trouxeram confusão e tumultos e fizeram outras sofrerem. O que precisamos é de mais gente ponderada, que não seja nem tanto ao céu, nem tanto à terra.

Que siga o exemplo do Mandela que conseguiu acabar com o Apartheid através do diálogo e que… Hã… Sei… Ah, é? Ele foi um dos articuladores da resistência e acreditava no uso da força como último recurso? Não importa, o que vale é a mensagem que ficou para o mundo. E a mensagem é essa: não se faz transformação social séria sendo radical nas ideias.

O quê? Hum… A Revolução Francesa? Ah, mas isso é exceção! Vi o filme do Lincoln e sei que a liberdade dos negros nos Estados Unidos foi feita sem uma gota de sangue derramado, só na articulação…

Ah… Muita gente morreu e continua morrendo por isso? Essa é a sua opinião, não os fatos e os fatos mostram um presidente negro nos Estados Unidos. Você está se prendendo a tecnicalidades. Policiais matam negros e brancos todos os dias nos Estados Unidos ou no Brasil e… Ah, matam mais negros? Isso é mentira sua.

Entenda bem: não é legítima nenhuma conquista obtida na base da pressão. Greve, por exemplo. Que mérito tem um grupo de trabalhadores que cruza os braços e transforma a vida dos demais cidadãos em um inferno? O empresário já está dando o máximo de si. Se ele diz que não dá para dar um aumento maior é porque não dá e ponto. Esse clima todo de desconfiança na palavra do outro é horrível, gera uma energia super negativa…

O quê? Garantir a estabilidade no emprego? Aumentar a participação nos lucros? Isso aqui não é um país socialista, se o trabalhador quer ganhar mais que abra seu próprio negócio como o empresário abriu, não?

Cadê o bom senso? Por exemplo, estamos vivendo uma ditadura pior que a época do regime militar. Os índios estão saindo de florestas que abandonaram há séculos e agora querem tomar as terras de quem estava lá antes… Sim, antes deles!… Não dá para dizer que o fazendeiro não tem o direito de defender sua propriedade…

Não… Discordo… É diferente… Proteger sua própria fazenda é uso legítimo da força para manter a legalidade. Tá na lei. Eu disse que tá na lei! Só que vocês não entendem o que significa a lei, né? Não gostam de obedecê-la…

Daí aparecem aqueles bandos de sem-teto cracudo e sem-terra vagabundo invadindo prédio e fazenda dos outros e o Estado cai na chantagem e entrega imóveis e terras para eles. Daí esses vagabundos acabam sendo mantidos por conta dessa pressão…

Falta gente ponderada que, ao invés de ficar empurrando os outros com o cotovelo, entenda o seu lugar na sociedade. E se quiser mudar de vida que lute de acordo com as regras do jogo… Não importa quem definiu as regras. Se elas estão aí, é para obedecer, senão vira caos.

E é função do Estado impedir o caos, impedir essas mudanças que vão trazer dor aos homens de bem… Sim, descendo o cacete em vagabundo, devolvendo esses índios indolentes de volta para as florestas, mantendo esses cracudos sem-teto longe. E também deixando claro para gays, lésbicas e travestis não podem impor seu estilo de vida espalhafatoso para cima do nosso… Não, não podem, isso não é casa da mãe Joana, tem que respeitar as regras…

Regras de quem? Nossas regras! Não é uma questão só de qualidade de vida, mas também de sobrevivência. Nossa integridade, tudo o que conseguimos conquistar, estão em risco com esses vândalos.

As coisas eram melhores antigamente. Havia menos violência, as pessoas se respeitavam mais, não questionavam umas às outras, viviam felizes e em paz.

Daí vieram os baderneiros.

Eles só trouxeram confusão e tumultos e fizeram outras sofrerem. O que precisamos é de mais gente ponderada, que não seja nem tanto ao céu, nem tanto à terra…
 
*Eduardo Sakamoto
 
Compartilhe: